Me tornei gerente, e agora? Coisas que você deve saber sobre gerir pessoas.

0
32

 

A pequena palavra gerente, nem de longe conseguiria definir essa profissão.

Ser gerente, eu costumo dizer, é a pessoa que consegue entender definitivamente o significado da frase “errar é humano, e são por causa deles, que um dia irei saber como acertar”.

Gerir pessoas é um ato humanamente impossível, visto que todos são diferentes, focos diferentes e defeitos diferentes. É bobagem acreditarmos na perfeição do seu trabalho, quando falamos em coordenar, em prever o que poderá levar aquela pessoa tomar tal atitude.

O ser humano é imprevisível, e se você se tornou gerente agora, deixe nesse momento de se frustar quando cometer um erro, deixe de esperar muito das pessoas, e a palavra decepção, delete do seu dicionário.

Afinal, como ser um gerente?

A função gerente, por mais espantoso que seja, não tem uma definição certa. Absolutamente ninguém sabe explicar concretamente a complexidade dessa missão.

O Gerente não tem autonomia total de decisão, logicamente, isso depende de cada empresa, contudo, tentando fundamentar, é aquele que terá que mostrar resultado de algo, que muitas vezes não foi sua escolha.

A sua missão diária, será, mostrar resultados, encaixar perfis de funções e alimentar uma equipe de motivação.

Isso leva tempo, e resultados demorarão a chegar, por isso, persistência e paciência será algo que você vai ter que colocar nas suas rezas, todos os dias, antes de dormir.

Resumindo, você provavelmente fará tudo que seu diretor ou seu superior não quer fazer.

Vamos à pratica

Pessoas são pessoas. E você terá a impossível missão de colocar cada um no seu lugar, amortecendo as situações do dia a dia e mantendo-as focadas, motivadas e fazendo seus deveres.

Eu falo muito sobre a equipe, pois, o sucesso do seu trabalho será resultado do seu grupo. Então, sempre que estiver sob difíceis decisões, opte pelo equilíbrio. Ouça muito, fale pouco e haja na hora certa.

Um bom gerente se mantém calado. Lembre-se, você é um mediador, entre as escolhas do seu superior (que na maioria dos casos seguirá pela razão, isso é um dos motivos que ele provavelmente não terá contato com a equipe, salvo se for para dar boas noticias), e o seu pessoal.

Então, o seu modo de agir, nunca irá agradar ambos lados, contudo, se você agradar totalmente um, terá um péssimo resultado do outro lado. Por isso, sempre pelo equilíbrio.

Faça o que eles fazem!

Nada demonstrará mais para os seus subordinados que você sabe o que está falando, como você fazer as suas atividades.

Infelizmente, pesquisas recentes apontaram que 73% dos funcionários de uma empresa, acreditam piamente que seus chefes trabalham menos que eles. E não tente provar ao contrário, nada fará com que eles mudem de ideia. Vá pelo outro caminho, faça a atividade de seus funcionários.

Isso terá alguns pontos positivos e negativos que devem ser ressaltados:

  1. Você provavelmente dará razão a eles em alguns pontos, que antes, você não distinguia.
  2. Eles notarão que você pode tomar decisão, visto que sabe o que cada um faz, como faz e quais são as dificuldades
  3. E como ponto negativo, saberá que nenhum procedimento é perfeito, todos haverão falhas, de um lado ou de outro, e dificilmente você conseguirá chegar na resolução completa, porém, conseguirá chegar no mais perto, principalmente por você ter sentido na pele o que ali havia.

 

Amizade e trabalho são possíveis, porém, inconfundíveis.

Trabalhar com pessoas trás afinidade. E é devido essa afinidade, por não saber separar, terão que escolher em algum momento, ou o trabalho, ou a amizade.

Mas tem um método infalível para você nunca se deparar com essa decisão. E a resposta é, não confunda!

A cerveja depois do trabalho, pode ser tomada sem nenhum ressentimento, mesmo após um puxão de orelha, é só separar. Porém, não é tão fácil assim… Vai muito do seu emocional, por isso, no geral, o meu conselho é, não arrisque.

Saiba se impor, mas não se aproveite disso

O ser humano é complicado, e você, apesar da profissão, é um ser humano.

Grande parte dos que delegam funções acabam caindo no erro, e passam algumas de suas funções para seus funcionários. Há coisas meu amigo, que só você poderá fazer.

Informações demais deixam a equipe confusa. A maioria dos funcionários que veem de forma amadora o faturamento bruto, caem na conclusão que é liquido. Se você é gerente ou será um, vai entender o que eu estou querendo dizer.

A primeira coisa que você terá que entender é que a partir do momento que aceitar essa oportunidade, você terá que trabalhar MUITO, e como vimos, para apenas atingir a média, ou se se destacar muito, um pouco acima da média.

O gerente nunca será engrandecido por seus resultados, até porque, provavelmente fizeram dar certo, uma escolha ou decisão que não foi dele.

 

Profissão ingrata?

Não!, não é uma profissão ingrata, pois, ninguém saberá mais dos procedimentos da empresa que você. Acredite, você pode muitas vezes, não ter o maior salário do mundo, mas terá um conhecimento avantajado, e um dia, esse conhecimento todo será uma arma para assim, poder tomar todas as decisões precisas, e provavelmente, neste momento, será um diretor.

 

Então, você está diante de um caminho na sua vida. Faça-o valer a pena!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.